Friday, April 13, 2012

@fabriciocamoes "Morango" sem tática secreta contra @Young__Assassin Melvin Guillard no @UFC 148




Embalado por três vitórias consecutivas, a última dentro do UFC, Fabrício Morango é só confiança para seu próximo embate, diante de Melvin Guillard, no UFC 148, em julho.

Em entrevista à TATAME, o carioca comentou sua preparação para o duelo nos Estados Unidos, a expectativa de voltar ao Ultimate e sobre sua estratégia de luta contra o nocauteador.

“Na primeira passagem no Ultimate eu tive adversários muito duros, mas isso é sinal que eles reconhecem que tenho bastante qualidade, e estão dando mais um. Essa é uma oportunidade de ouro”, comentou o atleta da Gracie Humaitá.

“Vou deixar a luta em pé, tentar sobreviver o primeiro e o segundo rounds com ele em pé, e vamos ver se, no terceiro, eu consigo colocá-lo no meu jogo, ou antes disso. Tenho certeza que o meu chão vai ser superior ao dele”, emendou.

Confira abaixo a entrevista na íntegra com o lutador, que não escondeu sua estratégia: buscar o Jiu-Jitsu o tempo todo.

Como está a expectativa para a volta ao UFC?

Foi uma coisa que a nossa equipe já estava esperando. Na primeira passagem no Ultimate eu tive adversários muito duros, mas isso é sinal que eles reconhecem que tenho bastante qualidade, e estão dando mais um. Estou ‘amarradão’. Essa é uma oportunidade de ouro. Há duas lutas ele estava na briga por uma chance para disputar o cinturão. Uma vitória em cima do Guillard me põe no ranking. Estou confiante, estou trabalhando muito com a minha equipe. O meu oponente é bem duro, mas sei os pontos fortes e fracos dele. A gente está trabalhando em cima disso para trazer essa vitória para casa.

Ele tem a trocação muito forte, mas não é tão bom assim no chão...

Exatamente. Eu tenho assistido muitas lutas dele com o Jeremy Stephens, que é meu companheiro de treinamento e já lutou com o Melvin. Estou treinando muito a parte de trocação. Acho que o ponto forte dele realmente é o striking, mas a minha ideia é levar a luta para o chão. Vou deixar a luta em pé, tentar sobreviver o primeiro e o segundo rounds com ele em pé, e vamos ver se, no terceiro, eu consigo colocá-lo no meu jogo, ou antes disso. Tenho certeza que o meu chão vai ser superior ao dele. Vamos ver quem vai conseguir colocar o jogo para funcionar primeiro.

A estratégia, então, é abusar do Jiu-Jitsu?

Com certeza. Acho que ele já está ciente disso, o treinamento dele vai ser todo em cima de não ir para o chão comigo. Vai ser uma luta boa para mim porque eu gosto de botar uma pressão nas costas. Acabei de vir de uma vitória dentro do evento, estou muito feliz e treinando bastante. Para falar a verdade, a pressão está toda do lado dele, ele que tem que fazer uma boa apresentação para se manter dentro do Ultimate e, para mim, é uma luta sem pressão. De repente, eu vou até pra trocação mesmo. Já lutei até com o Anderson Silva, então sei o que é lutar com um cara muito bom de trocação, e tenho certeza de que, quando tiver chance de levar essa luta para o chão, vou ser superior.

Que conselhos você pegou com o Jeremy Stephens?

Ele falou que o foot work (movimentação) vai ser uma coisa fundamental nessa luta, até mesmo para agarrar e sair do seu alcance. Estou trabalhando muito ângulo, nunca ficar parado na frente dele. O Jeremy (quando lutou com o Melvin Guillard) estava andando sempre em linha reta, e isso facilita o trabalho ele. Estou me preparando para a batalha e, se Deus quiser, vamos trazer essa vitória para o Brasil.

Morango sem tática secreta contra Guillard no UFC 148

No comments:

Post a Comment